Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Estágio Probatório

O estágio probatório visa aferir se o servidor público possui aptidão e capacidade para o desempenho do cargo de provimento efetivo no qual ingressou por força de concurso público.

É determinado ao servidor desde o instante que ingressa no exercício das atribuições pertinentes ao cargo, ou seja, a partir da assinatura da posse do cargo de provimento efetivo, pelo período de 36 (trinta e seis) meses.

Em âmbito interno é regulamentado Resolução nº 09/2011/CONSUP/IFAP.

- O servidor é avaliado em 03 (três) etapas: a primeira, no décimo mês; a segunda, no vigésimo mês e; a terceira, no trigésimo mês de exercício;

- O processo é instruído com a ficha de avaliação pela chefia imediata e pela ficha de autoavaliação do servidor;

- A avaliação deverá ser realizada pela chefia imediata que mais tempo ficou com o servidor no interstício avaliado;

- O estágio probatório ficará suspenso nos seguintes casos: artigos 83, 84, parágrafo primeiro, 86 e 96 da Lei nº 8.112/90 e será retomado ao término do impedimento.

 Ficha de autoavaliação - estágio probatório

 Ficha de avaliação pela chefia imediata - estágio probatório

Fim do conteúdo da página