Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Equipe do programa Xeque-Mate conquista torneio on-line

Publicado: Quarta, 24 de Junho de 2020, 10h56
Romerison Júnior venceu o torneio on-line jogando xadrez no computador: Programa Xeque-Mate ensina e incentiva a prática do xadrez
 
 
Mesmo nesse período de pandemia do novo coronavírus, o Programa Xeque-Mate do Instituto Federal do Amapá (Ifap), desenvolvido pela Pró-Reitoria de Extensão para ensinar e incentivar a prática do xadrez entre os estudantes e a comunidade externa, continua dando resultados e gerando campeões. O mais recente título é de Romerison Mercês da Conceição Júnior, do curso superior de Tecnologia em Redes de Computadores, do Campus Macapá, que venceu a 4ª Copa Sul de Xadrez Rápido Aberto Brasil, realizada on-line, de 8 a 17 de junho, pela Sociedade Cultural e Ambientalista Embrião, sediada no Rio Grande do Sul. O estudante do Ifap ficou em primeiro lugar na categoria sub-18 e em terceiro na classificação geral do torneio, que teve a participação de enxadristas de todo do país. A ex-aluna Erianne Nascimento também ficou em terceiro lugar na classificação geral.
 
Desde a infância, Romerison Júnior vem conquistando vitórias no xadrez, esporte que pratica desde os seis anos de idade. “Como não conhecia ninguém da minha idade para jogar, eu treinava jogando comigo mesmo, sozinho, ou com computador. Meu primeiro torneio foi quando eu tinha 12 anos, joguei, perdi todas as cinco rodadas do torneio, porque todos eram mais velhos e tinham mais experiência que eu. Porém, ganhei o título infantil por ser a única criança jogando lá”, relembra. Com 13 anos, participou do Circuito Amapá de Xadrez Escolar, onde jogou pela primeira vez com competidores da mesma idade e ganhou três partidas.
 
Romerison durante torneio como aluno do curso técnico
Romerison durante torneio como aluno do curso técnico
O ingresso no Ifap, ainda com 15 anos como aluno do curso técnico de Redes de Computadores do Campus Macapá, representou uma nova fase na vida escolar e no xadrez. “Somente quando entrei no Ifap é que me foquei mais no xadrez. Estudei os livros da biblioteca e treinei com meus amigos. Em 2018, quando tinha 16 anos, fiz um curso de Árbitro Auxiliar de Xadrez, patrocinado pelo Ifap, passei no teste e agora sou também árbitro de xadrez”, conta o estudante, que, no último ano do curso técnico, foi campeão sub-18 em todas as cinco etapas da Copa Amapá de Xadrez Escolar. Também em 2019, ganhou uma vaga e o patrocínio do Ifap para um torneio em São Gabriel (RS), mas não viajou por motivos pessoais.
 
O Programa Xeque-Mate, coordenado pelos professores Zigmundo de Paula e Érika Bezerra, mantém um grupo de 60 enxadristas, entre estudantes dos cursos técnicos de nível médio e dos cursos superiores, além de alunos egressos e interessados da comunidade externa. Nesse momento de suspensão das atividades presenciais, a equipe continua treinando e desenvolvendo o esporte de forma on-line. “Faz parte das técnicas de evolução dos enxadristas participar de torneios, que ocorrem em qualquer lugar do Brasil”, explica Zigmundo de Paula. “O grupo acompanha as partidas, discutindo as estratégias utilizadas pelos atletas, elevando assim o nível de cada enxadrista da equipe do programa”, acrescenta.

 

Por Suely Leitão, jornalista da Reitoria 
 
Departamento de Informação, Comunicação e Eventos - Deice
Instituto Federal do Amapá (Ifap)
E-mail: 
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Twitter: @ifap_oficial
Facebook:/institutofederaldoamapa

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página