Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Pesquisa vai traçar perfil dos estudantes não concluintes do Ifap

Publicado: Quarta, 30 de Dezembro de 2020, 10h50

Imagem com ilustração de figuras de dois estudantes de gêneros diferentes, com a frase "Atualização do perfil do estudante não concluinte"

 

Resultados vão basear o planejamento de ações de assistência estudantil para a retomada das aulas em regime remoto a partir de março de 2021



O Instituto Federal do Amapá (Ifap), através da Pró-Reitoria de Ensino (Proen), lançou uma pesquisa on-line para atualizar o perfil biopsicossocial e saber as possibilidades de acesso ao ensino remoto dos estudantes matriculados nos cursos técnicos de nível médio e superiores que não são concluintes. Esses alunos permaneceram sem atividades letivas durante este ano devido às restrições sanitárias causadas pela pandemia do Covid-19 e retornarão às aulas, a distância, a partir de março de 2021. Por conta disso, a Proen quer saber qual a situação social desses estudantes e se eles dispõem de condições adequadas para garantir o ensino remoto emergencial. O questionário pode ser acessado e respondido até o dia 31 de janeiro de 2021. Clique aqui para participar.



Precisamos conhecer a realidade na qual esses estudantes estão vivendo hoje, desde as condições de moradia, de emprego e renda familiar, bem como de saúde física e mental. Além disso, queremos saber como eles realizarão as atividades escolares neste período ainda de pandemia em 2021 pois as aulas serão em sistema remoto, ou seja, precisam de dispositivos, como computador, telefone celular ou outros, e conexão de internet”, explica a assistente social Gilceli Moura, da Proen.



Com base nos resultados da pesquisa, a Proen e os campi poderão planejar ações da assistência estudantil para o ano de 2021, como os auxílios financeiros, além de projetos de intervenção. “Teremos um banco de dados para possíveis seleções de auxílios a serem ofertados pela instituição”, adiantou a assistente social.



A pesquisa foi elaborada pela equipe da Pró-Reitoria de Ensino em conjunto com as equipes da assistência estudantil dos campi, constando de um questionário com perguntas que envolvem aspectos social, econômico, de saúde mental e física e ainda as questões relacionadas às condições dos estudantes para acompanharem o ensino remoto.



Após o contato com os alunos concluintes no semestre de 2020, que retomaram as aulas a distância, percebemos também a necessidade de traçar um perfil dos alunos não concluintes, que provavelmente terão desafios semelhantes nesse retorno em março”, detalhou Gilceli Moura.

 



Por Suely Leitão, jornalista da Reitoria
 
Departamento de Comunicaçao - Dicom
Instituto Federal do Amapá (Ifap)
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Twitter: @ifap_oficial
Facebook:/institutofederaldoamapa



registrado em:
Fim do conteúdo da página