Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Professores do Ifap recebem prêmio científico do governo do estado do Amapá

Publicado: Quinta, 14 de Outubro de 2021, 16h46 | Última atualização em Sexta, 15 de Outubro de 2021, 18h06

Gestores do Governo do Estado e pesquisadores premiados na solenidade que aconteceu no Palácio do Setentrião - Foto: Secom/GEA


Os professores do Instituto Federal Amapá (Ifap) Diego Armando (Campus Laranjal do Jari), Dimitri Mahmud (Campus Santana), Claudio Alberto Gellis de Mattos (Campus Macapá) e Themístocles Raphael Gomes Sobrinho (Campus Santana) estão entre os vencedores do Prêmio Amapá de Ciência, Tecnologia e Inovação Láurea Robério Nobre, cujo resultado foi divulgado na manhã do dia 13 outubro, no Palácio do Setentrião, pelo govenador do estado, Waldez Góes.

 Os docentes do Ifap foram destaque em duas categorias: Projeto Científico e Inovador - Ensino Básico e Tecnológico - Ciência da Vida, com os pesquisadores Claudio Alberto Gellis de Mattos em 1º lugar e Diego Armando em 3º; e na  categoria Ciências Exatas, com os pesquisadores Dimitri Mahmud em 1º lugar e Themístocles Raphael Gomes Sobrinho em 3º lugar.

Professor Dimitri Mahmud recebendo do governador Waldez Góes a certificação como vencedor da categoria Ciências Exatas pelo projeto “Central automatizada de Liga/Desliga das centrais de ar” - Foto: Secom/GEA

 De acordo com Mahmud, parte do prêmio em dinheiro será revestido para os cursos que ministra e para que alunos da rede pública estadual possam ser iniciados no mundo da ciência e da tecnologia. Ele concorreu com o projeto “Central automatizada de Liga/Desliga das centrais de ar”, desenvolvido no Ifap com bolsa de sustentabilidade da Pró-Reitoria de Extensão, Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (Proeppi). “Agradeço ao Ifap por me permitir desenvolver esse projeto e ao diretor do Campus Santana, Marlon Nascimento, pelo incentivo. Com parte do prêmio vou adquirir kits de robótica do Instituto Plural [instituto sem fins lucrativos que atende projetos de tecnologia e ciência] para doar à Setec e à Escola Estadual São Joaquim do Picuí”, informou.

Claudio Alberto Gellis de Mattos (à esquerda)  vencedor da categoria Ensino Básico e Tecnológico - Ciências da Vida,

ao lado do Secretário de Tecnologia do Amapá, Rafael Pontes e da reitora da Universidade do Estado do Amapá, Katia Paulino - Foto: Secom/GEA

 Premiado pelo projeto “Escrita científica e produção de artigos científicos”, que atendeu estudantes do ensino médio técnico do Ifap e resultou na publicação de 28 artigos científicos que alcançaram, juntos, mais de 30 mil leitores, o professor Claudio Alberto Gellis de Mattos atua como pesquisador há mais de 30 anos e ressalta que “a grande importância dessa premiação é mostrar aos jovens estudantes que a ciência é acessível. Existem muitos docentes graduados em instituições de ensino do Brasil que não possuem produções acadêmicas em seu currículo Lattes. Portanto, a conquista de uma publicação (e o aprendizado permanente da metodologia de como fazê-la) para um discente do ensino médio é uma experiência marcante que ele carrega consigo e que o diferencia dos demais quando (e se) ele adentra um curso superior. É aí que tenho a certeza de que escolhi a profissão correta para o trabalho de uma vida”.

 

Professor Diego Armando, ao lado de uma das árvores gigantes (angelin vermelho), no projeto que coordena e monitora na Amazônia brasileira

Já para o professor Diego Armando, coordenador do projeto "Monitoramento Integrado de árvores gigantes da Amazônia", que recentemente ganhou repercussão nacional com episódio do podcast  O assunto, do portal de notícias G1, revela que “estar entre os três primeiros colocados dessa premiação é uma grande honra para um jovem pesquisador como eu! Além disso, é um reconhecimento da importância do nosso projeto. Espero que esse reconhecimento se reflita em apoio financeiro para as pesquisas científicas que estão sendo realizadas no Amapá, afinal, é necessário esse apoio para que a ciência viva”.

Também estudando os ecosistemas da Amazônia, o professor do Campus Santana Themístocles Raphael Gomes Sobrinho foi premiado por sua tese intitulada "Estrutura, Funcionamento e Evolução das Paisagens Cobertas por Savanas na Reserva Extrativista do Rio Cajari/AP, Amazônia Oriental, Brasil" na qual ele estudou o cerrado da região sul do Amapá sob a abordagem da Geografia Fisica. Para o professor "é muito importante essa iniciativa do Governo do Estado de premiar os pesquisadores e cientístas do Amapá. É muito bom ver o corpo de pesquisadores do Ifap recebendo todo esse reconhecimento. Eu fico lisongeado de ter conquistado essa premiação com um trabalho que ajuda a entender melhor a Geografia do Amapá".

Em entrevista exclusiva para o Ifap, o secretário de Ciência e Tecnologia do Amapá, Rafael Pontes, destaca o papel que o Instituto desempenha no ecossistema da ciência e tecnologia do estado. Segundo ele, “o Ifap faz parte de uma rede que integra a ciência amapaense, a Ripap. É também uma instituição fundamental para que a gente possa formar pesquisadores à altura do desafio de fazer a transferência de tecnologia em todo o estado. O Instituto, seus pesquisadores, seus alunos e colaboradores são indispensáveis para que possamos fortalecer a ciência e tecnologia no Amapá.

 Sobre o  nome da premiação

O Prêmio Amapá de Ciência, Tecnologia e Inovação Láurea Robério Nobre foi organizado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Amapá (Fapeap) e Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (Setec). O nome do prêmio homenageia postumamente Robério Nobre, bacharel em Direito, meteorologista e servidor de carreira da Embrapa-AP. Ele morreu em abril deste ano de Covid-19 enquanto ocupava o cargo de secretário de Meio Ambiente do estado. Segundo o secretário de estado da Ciência e Tecnologia, Rafael Pontes, a premiação será apresentada à Assembleia Legislativa do Amapá com a proposta de fazer parte do calendário anual de eventos científicos do estado e, “com isso, valorizar os destaques da ciência do Amapá”, afirmou.

Matéria produzida em rede pelos comunicadores do Ifap:
Jefferson Souza, Tiago Ferreira, Keila Gibson e Alexandre Brito

Diretoria de Comunicação - Dicom
Instituto Federal do Amapá (Ifap)
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Twitter: @ifap_oficial
Facebook:/institutofederaldoamapa

registrado em:
Fim do conteúdo da página